SDEA

Ambicionamos ter um papel ativo no desenvolvimento dos Açores e na consequente melhoria da qualidade de vida de todos os açorianos

Açores

Ponto de encontro para quem navega no Atlântico. Açores as portas para a Europa e as portas para o Continente Americano

Açores

Grande qualidade de vida por muito pouco

Açores

Ouro pelo “Destino Quality Coast nº 1”

Açores

Descubra os Açores usando os nossos transportes

24 de maio de 2017

Os Açores voltam a estar em destaque nos Supermercados El Corte Inglés


Iniciou-se no passado dia 19 de maio a segunda edição da Campanha de Produtos Alimentares dos Açores nos supermercados El Corte Inglés de Lisboa e Gaia. A iniciativa, que se realiza pelo segundo ano consecutivo, resulta de uma parceria entre a Vice-Presidência do Governo Regional dos Açores, através da SDEA – Sociedade para o Desenvolvimento Empresarial dos Açores e o El Corte Inglés Portugal.
Até 01 de junho produtos de todas as ilhas dos Açores e das diferentes categorias de produção do setor agroalimentar vão estar disponíveis aos consumidores destas duas grandes cidades.
Além da venda direta dos produtos, o evento conta com sessões de showcooking a cargo dos Chefs Marlene Viera e Luís Barradas (em Lisboa) e André Silva (Gaia).
Diariamente será também possível degustar as iguarias regionais, cuja promoção, será feita este ano com a participação direta das empresas regionais.
A primeira edição caracterizou-se por um aumento de vendas de produtos dos Açores na ordem dos 30%, o qual, se fixou em todo o ano de 2016 em cerca de 14%, contrariando a tendência de mercado.
No ano passado estiveram em campanha 260 produtos, dos quais 140 se constituíram como novas referências, e destas, mais de 40 ficaram em gama permanente.
Para este ano prevê-se a entrada em campanha de 150 referências novas com especial destaque para os produtos com o Selo Marca Açores.
Esta é uma iniciativa que, além de destacar o que de melhor se produz nos Açores se traduz efetivamente em novas e reais oportunidades de negócio para as empresas açorianas, as quais, tem vindo a estar cada vez mais próximas do consumidor nacional.
SDEA.




19 de maio de 2017

Exportação de produtos açorianos para os EUA duplicou num ano e quadruplicou em cinco


O Vice-Presidente do Governo revelou , em Ponta Delgada, que o aumento de vendas de produtos açorianos se tem registado não só no mercado interno, mas também para o exterior da Região, salientando que as exportações para os EUA duplicaram num ano.

"As nossas exportações têm subido bastante, por isso eu posso dizer hoje que praticamente duplicamos em 2015, face a 2014, as exportações de produtos açorianos e, em cinco anos, quadruplicamos as exportações para os EUA que, no último ano, são já superiores a 12 milhões de euros, quando em 2010 eram de apenas três milhões de euros”, afirmou Sérgio Ávila.

Para o titular da pasta da Competitividade Empresarial, que falava no final de uma visita à feira de produtos regionais do hipermercado SolMar, “estes valores revelam bem não só a dinâmica da produção regional, como o grande aumento da capacidade de exportação dos nossos produtos e da sua valorização”.

Sérgio Ávila enalteceu ainda a “valorização que as superfícies comerciais nos Açores fazem neste momento dos produtos açorianos e da Marca Açores”, salientando a "extraordinária evolução" que se tem registados nos últimos anos, em termos de "qualidade, diversidade e quantidade" dos produtos com Marca Açores e dos produtos açorianos, em geral.

"A aposta na valorização da nossa produção, no desenvolvimento da Marca Açores e na promoção dos produtos açorianos tem dado excelentes resultados ao nível de vendas”, frisou o Vice-Presidente, salientando o contributo decisivo das empresas, na inovação, e das grandes superfícies, na divulgação e valorização dos produtos açorianos, "porque sentem também que é um valor acrescido no seu volume de vendas”.

17 de maio de 2017

Venda de produtos alimentares aumenta 12 por cento nos Açores


A compra de produtos alimentares nas grandes superfícies comerciais dos Açores, de acordo com a informação divulgada pelo Serviço Regional de Estatística, aumentou cerca de 12 por cento em abril, comparativamente ao mesmo mês de 2016.

“Os indicadores estatísticos conhecidos referentes à venda de comércio a retalho de produtos alimentares são mais uma confirmação do crescimento e da retoma económica que se verifica nos Açores”, afirmou o Vice-Presidente do Governo.

Sérgio Ávila destacou que este crescimento “confirma o aumento significativo do rendimento disponível das famílias, um crescimento significativo da atividade económica e, particularmente, uma dinâmica consistente no que concerne à evolução dos indicadores de produção e rendimento”.

O governante sublinhou que este dado estatístico, “associado àqueles que têm vindo a ser conhecidos ao longo dos últimos tempos”, comprovam que “a retoma da atividade económica dos Açores não só é consistente, como tem vindo a ter ritmos de crescimento cada vez superiores”.

Nesse sentido, apontou “o crescimento do emprego, a redução do desemprego, o aumento do Produto Interno Bruto, as perspetivas de evolução de vendas por parte das empresas açorianas e a confiança, quer dos consumidores, quer das empresas em termos de investimento privado”.

Esta realidade, afirmou Sérgio Ávila, suporta “uma perspetiva positiva de evolução macroeconómica dos Açores ao longo deste ano, na sequência daquilo que se tem vindo a verificar em termos de retoma ao longo dos últimos anos”.

O índice de vendas do comércio a retalho de produtos alimentares é obtido tendo por base o Inquérito Mensal ao Volume de Negócios e Emprego no Comércio a Retalho junto de empresas da Região.

11 de maio de 2017

Volume de vendas de empresas com selo Marca Açores cresce 18%


Empresas que se associaram à Marca Açores registaram um crescimento médio de 18% no seu volume de vendas a partir do momento que passaram a auferir do respetivo selo de certificação.

Um dado revelado por Sérgio Ávila, vice-presidente do Governo dos Açores, que falava aquando da sua visita ao espaço da Feira Açores, ontem pela manhã, no hipermercado Continente do Parque Atlântico.

De acordo com o próprio, esse é um dado “extremamente importante para a nossa estratégia de valorização dos produtos do arquipélago”, ainda para mais quando atualmente são já “1800 os produtos certificados pela Marca Açores.” Uma referência devidamente implementada na estrutura produtiva regional “em termos de qualidade e natureza”,  mas também além fronteiras, reiterou Sérgio Ávila.

O vice-presidente do governo dos Açores fez ainda questão de salientar a importância da sinalização dos produtos regionais para com os consumidores, dos quais se incluem estrangeiros que, “fruto do aumento do turismo na região, passam a ser também eles consumidores preferenciais dos produtos com certificação regional.”

Carlos Filipe Medeiros,  diretor geral e administrador executivo da INSCO, que também marcou presença, frisou o facto de, neste momento, serem já cerca de 300 os produtos disponíveis nos hipermercados Continente. Um número que, nos próximos dias, vai aumentar, até porque “é da nossa responsabilidade dar a conhecer aquilo que há d é bom nos Açores.”
RT

Fonte: Açoriano Oriental de 11 maio 2017

30 de março de 2017

Açores participam no Fórum RUP



O Presidente do Governo Regional dos Açores, Vasco Cordeiro, participa esta quinta e sexta-feira, no 4.º Fórum RUP, um encontro que reúne, em Bruxelas, centenas de representantes e especialistas das nove Regiões Ultraperiféricas da Europa, dos seus Estados-Membros, das instituições europeias e da sociedade civil.

A convite do Governo dos Açores, a delegação açoriana que participa neste Fórum RUP, promovido pela Comissão Europeia, é constituída por representantes das três Câmaras do Comércio e Indústria, da Associação de Municípios, da SDEA, da Federação Agrícola, da Federação de Pescas, da Universidade dos Açores, da Associação dos Industriais de Construção Civil e Obras Públicas, da UGT, da CGTP, do INOVA, das escolas profissionais da Região, assim como de várias empresas.
No âmbito desta iniciativa, denominada “As Regiões Ultraperiféricas, Terras Europeias no Mundo: Rumo a uma Estratégia Renovada”, Vasco Cordeiro intervém na sessão de parceria com a Comissão Europeia, que juntará também os Presidentes dos Governos da Madeira, Guiana, Guadalupe, Canárias, Martinica, Maiote, Reunião e Saint-Martin.

Ao longo dos dois dias de trabalhos, estarão em análise quatro grandes temas, relacionados com o reforço da competitividade e do emprego nas RUP, no âmbito da economia circular, verde, azul e da energia, as perspetivas para uma melhor integração das RUP nos mercados regionais e internacionais, a melhoria das acessibilidades digital e física e o apoio dos programas e dos fundos europeus a estas regiões.

Além destas várias sessões temáticas, a quarta edição do Fórum RUP contará, entre outros responsáveis políticos e representantes de instituições comunitárias, com a intervenção do Presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, da Comissária Europeia para a Política Regional, Corina Cretu, do Comissário Europeu do Ambiente, Assuntos Marítimos e Pescas, Karmenu Vella, e do Presidente do Parlamento Europeu, Antonio Tajani.

O Fórum das Regiões Ultraperiféricas realiza-se de dois em dois anos, em Bruxelas, e surgiu na sequência de uma proposta do Governo dos Açores efetuada em 2008 na Conferência “Futuro da Estratégia Europeia para as RUP”, acolhida pela Comissão na sua comunicação “As Regiões Ultraperiféricas: um trunfo para a Europa” e reforçada nas conclusões do Conselho Europeu de dezembro de 2009.

Este Fórum tem como objetivo principal dar uma maior visibilidade às RUP junto dos diversos interlocutores e responsáveis europeus e permitir aos participantes e representantes dessas Regiões darem nota, junto dos principais responsáveis europeus, da sua situação e desafios específicos.

GACS/SDEA



17 de março de 2017

Mais de cem alunos da U.A. participaram no Fórum Triple Helix 2017


“Mais de uma centena de alunos da Universidade dos Açores (UAç) participaram no dia 15 de março, em Ponta Delgada, no Fórum Triple Helix 2017, evento dinamizado pela Vice-Presidência do Governo dos Açores, através da Sociedade para o Desenvolvimento Empresarial dos Açores (SDEA) em parceria com a docente Sandra Faria, do Departamento de Economia e Gestão da Universidade dos Açores.

Durante o fórum, que reuniu seis cursos das áreas de Relações Públicas e Comunicação; Serviço Social; Informática, Redes e Multimédia; Gestão; Economia; Turismo, foi possível um diálogo entre os alunos, oradores convidados e docentes, focado principalmente na necessária articulação entre a academia, empresas e Governo, fundamental na transferência de conhecimento no âmbito da criação de empresas startups.

O primeiro painel, que abordou a inovação como fator crítico de sucesso, teve como oradores convidados: António Onofre Soares, investigador da Universidade dos Açores, João Gregório, da Direção Regional da Ciência e Tecnologia, Rui Cordeiro, da empresa AZ Proteína Açoriana, e Rui Almeida, da empresa Custom Projet.

O segundo painel debruçou-se sobre a relação universidade/empresas no processo de criação de valor através da inovação e teve como palestrante Nuno Mendonça que exerce, entre outras atividades, a gestão da ciência e tecnologia do Instituto de Investigação Interdisciplinar da Universidade de Coimbra.

A iniciativa decorre no âmbito do projeto ETH (Entrepreneurship Triple Helix) em que os alunos da Universidade dos Açores desenvolvem competências e atitudes empreendedoras de forma a transformarem as suas ideias em potenciais planos de negócio visando a articulação entre o conhecimento científico e a sua aplicabilidade.”

9 de março de 2017

Fórum Triple Hélix 2017



O Fórum Triple Hélix 2017 decorre no próximo dia 15 de março, no Auditório Norte da Aula Magna da Universidade dos Açores.

Consulte aqui o programa detalhado.