SDEA

Ambicionamos ter um papel ativo no desenvolvimento dos Açores e na consequente melhoria da qualidade de vida de todos os açorianos

Açores

Ponto de encontro para quem navega no Atlântico. Açores as portas para a Europa e as portas para o Continente Americano

Açores

Grande qualidade de vida por muito pouco

Açores

Ouro pelo “Destino Quality Coast nº 1”

Açores

Descubra os Açores usando os nossos transportes

21 de setembro de 2016

Açores em destaque nos supermercados da SONAE no continente


Uma seleção de sabores únicos dos Açores estará em destaque, entre 20 de setembro e 3 de outubro, em lojas selecionadas dos supermercados Continente em Portugal continental.

A promoção, intitulada “Espaço Açores”, resulta de uma parceria entre o Governo Regional e a SONAE, desenvolvida pela Vice-Presidência.

Os Açores estarão representados num espaço exclusivamente dedicado aos produtos alimentares, numa mostra que abrange diferentes categorias de produção do setor, com destaque para os queijos, as conservas, as frutas, as compotas, a pastelaria e o chá com o selo Marca Açores, e que estará disponível aos cerca de quatro milhões de consumidores que se espera visitem as lojas Continente durante a feira.

Esta iniciativa será acompanhada de uma campanha integrada de comunicação da Marca Açores a nível nacional, intitulada “Os Açores chegam ao Continente”, que abrange televisão, publicidade exterior e Internet, e de promoção específica do evento através dos canais de comunicação da SONAE, nomeadamente no endereço eletrónico continente.pt, que tem cerca de três milhões de visualizações mensais.

O "Espaço Açores" pretende reforçar a visibilidade dos produtos regionais, valorizando as suas caraterísticas únicas de alta qualidade resultantes de uma seleção natural, com o intuito de promover os Açores como uma região de excelência e de elevada sustentabilidade.

Trata-se, também, de mais uma iniciativa que reforça a aposta do Governo dos Açores no mercado nacional, de forma a incrementar a venda dos produtos regionais.

A inauguração oficial terá lugar no dia 20 de setembro, pelas 18h00, na loja Continente do Centro Comercial Colombo, em Lisboa.

2016-09-16

18 de setembro de 2016

TAMGO

    A TAMGO é uma empresa sediada em Marrocos com um vasto conhecimento do mercado baseada em experiência desde o ano de 2009.

    Pretendemos dar resposta às solicitações dos empresários de ambos os países, nas diversas áreas de negócios, tendo em conta as dificuldades encontradas quer na língua quer nas características específicas de cada mercado.

    Temos como objetivo ajudar a estabelecer ligações comerciais entre empresas portuguesas e empresas marroquinas.

    Prestamos vários serviços em função das suas necessidades:

    - pesquisas de mercado

    - missões empresariais

    - serviço de consultoria

    - serviço comercial

    - serviço de tradução Português/Francês/Árabe

    - serviço de intérprete

    O nosso escritório está situado em Mohammedia, cidade localizada entre Casablanca e Rabat, os principais centros de negócios de Marrocos. O nosso show-room de 450m2 está disponível para as empresas portuguesas mostrarem os seus produtos, mesmo que numa fase inicial, para apresentação de produtos novos ao mercado. Fazemos dias open doors, onde os nossos convidados podem ver os variados produtos expostos no show-room, que são sempre complementares, de forma a potencializar os contactos com as várias empresas que trabalham connosco.


    Marrocos tem cerca de 34,4 milhões de habitantes e tem vivido um forte crescimento desde o início do século XX. Hoje, a economia marroquina surge como uma plataforma sólida e promissora para as trocas e parcerias comerciais de produtos e serviços.

    O país tem vantagens consideráveis:

    ⦁    A estabilidade política,

    ⦁    A proximidade geográfica,

    ⦁    Quadro macroeconómico estável,

    ⦁    Potencial humano qualificado,

    ⦁    Crescimento do PIB estimado de 4,4%,

    ⦁    Balança comercial: 10º cliente e 35º fornecedor,

    ⦁    Ambiente institucional e legal muito favorável.

 

 

   A União Europeia está ligada a Marrocos por um Acordo de Associação, assinado em Março de 2000, seguido da adoção de um Plano de Ação no âmbito da política europeia de vizinhança. Desde Outubro de 2008, a União Europeia concedeu a Marrocos um Estatuto Avançado no qual este país é o único beneficiário na África do Norte.

    As relações entre o Reino de Marrocos e a República Portuguesa estão marcados por uma profunda e tradicional amizade. As relações económicas e comerciais entre Marrocos e Portugal têm aumentado de forma constante, e tendem a intensificar-se em muitas outras áreas, devido ao equilíbrio entre a vontade das empresas portuguesas se expandirem para mercados internacionais e a dinâmica económica gerada pelos grandes projetos empreendidos em Marrocos.

    O comércio bilateral continua a ser favorável a Portugal. Os números mostraram um crescimento significativo principalmente desde o início deste século.

    Num momento em que tantas empresas empresas portuguesas procuram a internacionalização de forma a aumentar a sua capacidade de negócio, apresentamo-vos a nossa disponibilidade para uma colaboração proveitosa para ambas as partes. Comprometemo-nos a trabalhar no sentido de atingirmos os vossos objetivos.

    As nossas referências são as empresas e associações que estão identificadas no portfolio do nosso website www.tamgo.ma

11 de agosto de 2016

Artigo no Huffington Post recomenda os Açores como melhores ilhas da Europa para todos os viajantes


Um artigo do HuffingtonPost, escrito por uma açoriana, recomenda os Açores como as melhores ilhas da Europa para todo o tipo de viajantes.

Sandra Henriques Gajjar, autora do blogue Tripper, é natural das Flores, mas vive em Lisboa. Já escreveu um guia sobre a capital portuguesa e escreve no seu blogue sobre viagens para sítios pouco convencionais, destacando a sua riqueza e diversidade cultural.

No blogue tem vários posts dedicados aos Açores e a cada ilha em particular. Para o HuffingtonPost escreveu um artigo com recomendações para vários tipos de viajantes, desde os que procuram a comida, aos que adoram festivais, passando pelos que preferem viagens mais baratas, mas também pelos que gostam de história e cultura, pelos amantes de ar livre e mergulho e pelos marinheiros.
Sandra descreve os Açores como um paraíso escondido no meio do Oceano Atlântico, ainda preservado e sem turismo de massas, que agrada a diferentes tipos de viajantes.
“Sempre que as pessoas falam sobre os Açores, têm normalmente dificuldades em encontrar o adjetivo perfeito. Sei como se sentem - é um destino que nos deixa sem palavras”, frisa, no início do artigo.

Para os que gostam de um bom prato, Sandra diz que “tudo sabe melhor nos Açores” e recomenda o cozido das Furnas, o queijo de São Jorge, o vinho do Pico e a doçaria da ilha Terceira, sobretudo as Donas Amélias. “Definitivamente, as vacas felizes e alimentadas a erva são o segredo para o melhor queijo, o melhor leite e a melhor carne. E nada bate o marisco fresco das ilhas”, sublinha.
Para os viajantes mais poupados, a escritora lembra que as companhias aéreas lowcost já chegaram à ilha de São Miguel e explica o processo de encaminhamento gratuito (com link para o site da SATA).
Em matéria de festivais, o artigo aconselha a Maré de Agosto, em Santa Maria, o AngraJazz, na ilha Terceira, o Tremor, em São Miguel, e o Azores Fringe, no Pico.

Sandra garante ainda que os Açores são uma boa opção para quem procura um sítio com história e cultura. Nesse sentido, destaca o rico património cultural e os sítios classificados pela Unesco: o centro histórico de Angra do Heroísmo e a paisagem da vinha do Pico.

A blogger recomenda ainda o parque arqueológico subaquático da Baía de Angra do Heroísmo e o parque arqueológico subaquático da ilha do Pico, onde naufragou o veleiro Caroline.

Segundo a escritora, há inúmeras possibilidades para quem gosta de atividades ao ar livre, desde a subida à montanha do Pico à visita ao Vulcão dos Capelinhos, no Faial, passando pelo canyoning em São Jorge ou pelas grutas da ilha Terceira. O artigo recomenda ainda o mergulho e o whalewatching no arquipélago.

Sandra salienta que os Açores têm quatro Reservas da Biosfera, mas deixa um alerta aos possíveis viajantes: os açorianos são muito protetores do seu património natural e esperam que os visitantes também o sejam.

As últimas recomendações vão para os amantes do mar. A escritora destaca a Marina da Horta e a Semana do Mar e, para quem não tem iate, sugere o transporte marítimo de passageiros interilhas.
O artigo pode ser lido na íntegra em: www.huffingtonpost.com/entry/why-the-azores-are-the-best-european-island-destination_us_57a72d46e4b0c94bd3c9b162?

Artigo publicado no Jornal Correio dos Açores de 11 Agosto

9 de agosto de 2016

Portugal Exportador 2016



PORTUGAL EXPORTADOR 2016 - Iniciativa da Fundação AIP, do Novo Banco e da AICEP este evento é dirigido principalmente às PME que estão a dar os primeiros passos na exportação ou que pretendem diversificar os seus mercados de atuação.
- See more at: PORTUGAL EXPORTADOR 2016 - Iniciativa da Fundação AIP, do Novo Banco e da AICEP este evento é dirigido principalmente às PME que estão a dar os primeiros passos na exportação ou que pretendem diversificar os seus mercados de atuação.

Saiba mais AQUI.

27 de julho de 2016

Venda Açoriana na XVII Feira de Gastronomia do Atlântico


Mais de quatro centenas de variedades de produtos açorianos vão estar em destaque na XVII Feira de Gastronomia do Atlântico, que decorre de 29 de julho a 07 de agosto na Praia da Vitória.

O espaço ‘Venda Açoriana’, situado na entrada da tenda da Feira de Gastronomia do Atlântico, na Marina da Praia da Vitória, proporcionará aos visitantes a oportunidade de provar e adquirir diversos produtos de origem local, usufruindo de uma área onde o artesanato, a cultura e os produtos agroalimentares estão em evidência, entre os quais alguns dos mais de 1.300 produtos com o selo da ‘Marca Açores’.

Esta iniciativa, que já teve lugar durante a Feira Agroter e nas Sanjoaninas 2016, resulta da parceria entre o Governo Regional dos Açores, através da Vice-Presidência, que tem implementado o Plano Anual de Feiras e Missões Empresariais – Açores Export, desenvolvido pela Sociedade para o Desenvolvimento Empresarial dos Açores (SDEA), e a Câmara do Comércio e Indústria dos Açores (CCIA).

O principal objetivo é aumentar a visibilidade dos produtos regionais junto do consumidor final e dinamizar o mercado interno regional, permitindo o contacto direto dos consumidores com os produtos regionais, destacando a qualidade da produção local, alargando a oferta e promovendo o consumo, de modo a aumentar a sua contribuição para a economia da Região.

A ‘Venda Açoriana’ será inaugurada a 29 de julho, pelas 13h00, estando este espaço aberto ao público durante as Festas da Praia entre as 12h00 e as 00h00.

2 de junho de 2016

SDEA e UAÇ dinamizam iniciativas sobre empreendedorismo







No âmbito do projeto Entrepreneurship – Triple Helix (ETH), foi realizado em 28 de maio o Fórum de Empreendedorismo, durante o qual vários alunos da Universidade dos Açores tiveram a oportunidade de apresentar, em formato pitch, 19 projetos, provenientes das mais variadas áreas de negócio, entre as quais relacionadas com as novas tecnologias de informação, comunicação, turismo, restauração e produtos alimentares. Ainda no decorrer da iniciativa foi apresentado um testemunho de um caso de sucesso que resultou na criação da empresa Cereal Games.

Este evento foi o culminar do projeto ETH, o qual  decorre no âmbito de uma disciplina de empreendedorismo ao nível da licenciatura, onde os alunos da Universidade dos Açores deverão desenvolver as suas ideias, culminando em maio com o referido Fórum de Empreendedorismo, altura em que se realiza um concurso das ideias apresentadas a um júri que avaliará  as mesmas e nomeará as três ideias vencedoras.

O projeto ETH teve início em 10 de março de 2016 com a realização do Fórum Triple Hélix. Este fórum constou da apresentação de dois painéis, um subordinado ao tema “Da investigação à empresa” e um outro sobre a “Criação da empresa e práticas de gestão”, os quais tiveram por objetivo conjugar empresas, a universidade e instituições públicas, dando assim “corpo” ao conceito de tripla hélice.

Durante o encontro, os alunos puderam colocar questões aos oradores convidados e partilhar pontos de vista, num ambiente que se relevou dinâmico.

O primeiro painel que abordou a aposta na investigação teve como oradores convidados: Artur Gil, Universidade dos Açores, Luz Paramio, Fundo Regional para a Ciência e Tecnologia, Luis Vicente, Unileite, Carla Melo, Simbiente, e Miguel Pombo, Azores Life Science.

Já o segundo painel debruçou-se sobre a criação da empresa e a adoção de práticas e soluções de gestão, dando enfoque aos casos práticos apresentados e suportados por sugestões e exemplos concretos. Este painel contou como oradores convidados: Paulo Carreiro, SDEA - Sociedade para o Desenvolvimento Empresarial dos Açores, EPER, Flávio Tiago, DEG - Departamento de Economia e Gestão da Universidade dos Açores, Manuel Gago da Câmara, Furnas Lake Villa, Joana Borges, Coutinho Quinta do Bom Despacho, e Rui Figueiredo, TTS - Travel Technology & Solutions.

O Projeto ETH, cujos moldes tiveram início em 2015, visa desenvolver a atitude empreendedora nos alunos universitários, promover um ambiente propício à germinação e ao desenvolvimento de novas ideias de negócio, possibilitar aos mesmos a experiência de pensar, construir e reconstruir um modelo de negócio, dar a conhecer as diferentes oportunidades de financiamento e de apoio existentes e enraizar uma cultura de coopetição alicerçada no modelo da tripla hélice.

Este projeto conta como entidade organizadora a SDEA - Sociedade para o Desenvolvimento Empresarial dos Açores, EPER (SDEA) e com a parceria do Departamento de Economia e Gestão da Universidade dos Açores, nomeadamente através da docente Sandra Faria.

10 de maio de 2016

II Edição da Semana dos Açores no Time Out Market Lisboa


O renovado Mercado da Ribeira, agora conhecido como Time Out Market Lisboa, volta a receber o melhor da produção dos Açores entre os dias 19 e 22 de maio na II Edição da Semana dos Açores, uma iniciativa da Vice-Presidência do Governo dos Açores desenvolvida através da SDEA – Sociedade para o Desenvolvimento Empresarial dos Açores.

Ao longo de quatro dias os produtos dos Açores estarão em destaque numa venda que se constitui como montra do que melhor se produz no arquipélago. Produtos das nove ilhas dos Açores, 100% certificados pela natureza, vão ser comercializados e aliados à gastronomia própria do mercado.
Durante a II Edição da Semana dos Açores no Time Out Market alguns restaurantes presentes no mercado, como Miguel Castro e Silva, Marlene Vieira, Cozinha da Felicidade e SEA ME vão integrar no seu menu pratos concebidos exclusivamente a partir de produtos açorianos.

O peixe fresco, o queijo e os enchidos regionais serão a base da maioria desses pratos, os quais vão ser também a base de um workshop de gastronomia orientado pelo foddie Rodrigo Meneses. Trata-se de um pequeno curso com jantar incluído que terá lugar no dia 20 de maio e que se destina a todos os que queiram descobrir o “Sabor dos Açores”.

Além da venda direta de produtos dos Açores com especial destaque para os produtos com o selo Marca Açores e da gastronomia a II Edição da Semana dos Açores conta este ano com as atuações de artistas açorianos como Sax’N’Fun, Atlanticantos, Luís Gil Bettencourt, Maria Bettencourt, Pedro Lucas e Carlos Medeiros. 
SDEA.